18/11/2020

Saí da casa dos meus pais - resumão dos seis meses morando sozinha :O

 Oi gente!
E vamos de bate-papo nesse #quartou, daquele jeitinho super íntimo que vocês AMAM e eu também :D
Contei lá no canal que saí da casa de meus pais,vou deixar o vídeo no fim desse post para assistirem. 
O que vocês não sabem, é que muitas coisas foram na base do suador, da luta e de muuuuuita força de vontade! 

A primeira faxina na casa, assim que compramos ♥

Sinto que quando falamos de morar sozinho - ou com namorado, que é o meu caso - as pessoas romantizam MUITO toda a situação. É como se todos tivessem a mesma oportunidade de um papai rico, com um apartamento de presente e o emprego dos sonhos na empresa da família hahahaha
Me mudei pra minha casa nova dia 28/05, no meio de uma obra e sem perspectivas REAIS - precisamos diferenciar os sonhos de realidades. Gente, eu não tinha fogão, geladeira, cama, internet, piso na cozinha, reboco em algumas paredes, roupa de cama, armário para comida... simplesmente resolvi entrar aqui e enfrentar meus medos.

Nós idealizamos uma vida perfeita, um lugar cem porcento arrumado e na real, isso nem acontece na maioria dos casos. E tô aqui pra te dizer que não aconteceu MESMO!
Usava um fogãozinho elétrico e tem vídeo no canal, dá uma olhada aqui:




Inclusive, essa época não tínhamos cama, geladeira e nada do tipo. Nosso quarto tinha várias paredes com cores diferentes hahahaha Esse vídeo é uma relíquia LINDA, sou muito orgulhosa de ter postado, hoje posso agradecer a Deus com mais força, por tudo o que materializamos até aqui!

O primeiro CHOQUE é dizer que pensava muito sobre como me mudar, quando e em qual circunstância. Breno tem seu emprego fixo, eu até tinha mas fui convidada a me retirar em Fevereiro :O Ai o meu mundo caiu, não sabia o que e como seguiria com minha obra, mas ai conto em OUTRO POST como dei a volta por cima! O ano de 2020 foi uma loucura, altos e baixos e um carrossel de emoção.

A primeira conquista material foi uma cama, nós dormíamos no sofá bem espremidinhos, apesar de ele ser uma delícia de confortável, todo dia é dose né?
Estava olhando no facebook esses vendedores de móveis direto da fábrica, por R$ 340 mais ou menos, comprei minha cama.
Ps: a bichinha é dura! Duuuuuura toda vida! Mas é minha. Compramos com muito amor e orgulho, todo dia temos ela pra descansar e minha coluna já acostumou. Isso que importa, né?

Guardávamos comida no guarda-roupas, já que nem todas as coisas estavam aqui ainda. Mas as formigas começaram a atacar tudo, precisei jogar várias coisas fora e até comi uma outro dia hahaha a lingua inchou, achei que tava morrendo, mas foi só picada de formiga. 

Ahhh, preciso dizer que até o mês de agosto não tínhamos fogão e nem geladeira ainda.
Meu pai nos deu uma que funcionou apenas uma noite, e na manhã seguinte, parou! Meu tio nos deu uma que não funcionou dia nenhum, e é meu querido gelarmário - o eletro parado onde eu guardava comida, até o mês passado. 

Meu tio também nos deu um fogão, um botijão de gás e isso quebrou um galho ENORME. 
No mês de Agosto compramos o primeiro gás, ligamos o fogão e aposentei o meu elétrico; a vida nunca fora mais fácil e rápida! Que alegria :D
No mês de setembro, ainda sem geladeira, uma tia nos ajudou com um valor em espécie para que pudéssemos sair dessa situação. Só valorizamos o que não temos, e viver fazendo comida na continha, estragando outras, perdendo as coisas e bebendo água quente estava sendo péssimo!
Comprei meu amado refrigerador e posso trazer mais detalhes sobre ele, acho bem bacana falar algumas coisinhas que ajudam na hora de escolher o modelo perfeito :D

No mês de Outubro conseguimos um armário de cozinha por preço de banana, apenas R$ 120 pelo marketplace do Facebook e aqui pertinho de casa. Mais um gooool pra Duda ♥
Estamos em Novembro e o próximo passo é instalar os pisos da cozinha, lembrando que a obra das paredes você pode ver também no canal, dá uma olhada:




E assim termino esse post, agradecendo a Deus por todas as bençãos e por sempre pôr pessoas incríveis em meu caminho. Com muito trabalho, dedicação e respeito a minha trajetória, vou seguindo e buscando evoluir.
Ahhh, no próximo #quartou vamos conversar sobre TRABALHO! Tá sabendo que larguei tudo pra ser cabeleireira?
 Você vai se chocar com essa história, tenho certeza!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quero saber sua opinião !